Turbo

MAIOR RENDIMENTO DO MOTOR E QUASE NADA DE MANUTENÇÃO

Se existe um componente cuja manutenção é simples de tudo, requerendo poucos procedimentos, este é o turbo compressor. Afinal, qual parte de um veículo pode ser revisada somente a cada 150 mil km? A durabilidade,então, pode chegar a 300.000 km, no caso de ônibus rodoviários e de caminhões demédio-grande e grande portes.

Isso não quer dizer que podemos negligenciar os cuidados com esse componente. Muito ao contrário. O proprietário do veículo equipado com turbo e o mecânico ao qual ele é confiado devem ficar de olhos bem atentos a três vilões desse equipamento: insuficiência ou falta de lubrificação; óleo contaminado; e ingestão de objeto estranho pelo rotor do compressor ou pelo rotor do eixo da turbina.

No fundo, os cuidados com o turbo são indiretos – são com o motor. Segundo o engenheiro Alberto A. Lacombe, Coordenador de Engenharia de Aplicação do Produto da Master Power, turbo quase não dá manutenção.“O turbo não requer manutenção desde que a manutenção do veículo seja feita conforme recomendações do fabricante”,explica. “Hoje, a grande causa de falhas ocasionadas no turbo são decorrentes do próprio motor. Óleo contaminado e ingestão de objetos estranhos são os maiores responsáveis pela necessidadede manutenção em turbo compressores.”

O óleo contaminado provoca desgaste prematuro do conjunto rotativo, afetando principalmente eixo e mancais. Óleo contaminado provoca, também,obstrução no canal de lubrificaçãodo mancal de encosto e super aquecimentoentre mancal de encosto, colar e prato.

Outro ponto a favor desse componente de performance é sua grande vida útil. Ele está relacionado ao tipo de aplicaçãoe/ou utilização na qual ele está submetida.

Atualmente, as aplicações de uso comercial urbano (ônibus municipais e de transporte alternativo) têm a vida útil definida pelo fabricante do veiculo, baseando-se nos testes de durabilidade executados durante o desenvolvimento do produto. A vida útil de um turbo para estas aplicações é, de acordo com Lacombe,de 150.000 km aproximadamente.

“Já para as aplicações rodoviárias(caminhões de médio e grande portes, ônibus rodoviários e afins), segue-se a mesma sistemática de definição de vida útil, porém estes duram em torno de 300.000 km.”

MOTOR LIMPO

Além de um incremento de 20% na potência do motor, o turbo compressor é um aliado do bolso e do meio ambiente. Segundo a fabricante Master Power,o consumo de combustível de um motor turbo alimentado é cerca de 10% inferior ao do motor aspirado naturalmente.

A empresa diz, ainda, que um motor turbo alimentado é basicamente um “motor limpo”. Isso porque, ao dispor de um volume maior de ar no cilindro, é assegurada uma queima perfeita dos gases, evitando o desperdício de combustível e eliminando a fumaça.

O rotor do compressor (item 18) e o rotor da turbina (15) estão ligados por um eixo suportados por mancais flutuantes (8), alojados em uma carcaça central.

O compressor centrífugo consiste de uma carcaça de alumínio e um rotor.

A turbina centrípeta é formada por uma carcaça de ferro fundido e pelo eixo rotor.

A carcaça central (20) incorpora o prato do compressor (19), protetor térmico (10), anéis trava dos mancais (14), mancais radiais (8), mancal de encosto(9), colar centrifugo (2), anéis de pistão (4) e anel de vedação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s